Close

16/07/2017

Vinho ruim de verdade

Existem vinhos melhores que outros e isso é um fato incontestável. Mas seriam essas diferenças baseadas em algo mais do que gosto pessoal, ou podemos trazer para o vinho, uma vez que ele também é cultura, a velha discussão do Highbrow versus Lowbrow ?

A “imprensa especializada” vem ao longo das últimas décadas reforçando o “quê” de elitista esnobe que sempre existiu no mundo do vinho, e com isso as preferencias baseadas nas notas, como por exemplo as proclamadas pelo Robert Parker, se tornaram padrão do mercado. Mas por quanto tempo ?

Hoje o Rotten Tomatoes já é referencia para filmes enquanto o Literary Hub vem se consolidando como seu equivalente para livros. Os equivalentes no mundo do vinho, APPs onde os consumidores dão notas para suas degustações como por exemplo o Vivino, estão ganhando destaque no dia a dia dos consumidores. Na ultima Wine Weekend que participamos, era extremamente comum ver pessoas apontando seus celulares para os rótulos. Mas será isso um avanço ? Já podemos abrir mão dos especialistas ?

Públio Siro

Públio Siro em um momento estranho… O que será que ele estava pensando?

Pessoalmente vejo com bastante resistência as resenhas do Vivino. Não que as pessoas que estão lá não entendam do que estão bebendo, isso me parece irrelevante, mas cada vez me parece mais claro que “na média” as opiniões não são sobre os vinhos, mas sim sobre “o que você quer que os outros achem que você achou”. Comentários como “bom para o dia a dia” ou “bom custo benefício” fazem as pessoas parecerem estar se desculpando por tomar um vinho de R$50.

Sugestão, abra o Vivino AGORA e conte quantas pessoas na sua timeline comentam dessa maneira. Se for amigo, aproveite e desmarque a amizade. Será merecido.

Por outro lado, Anualmente são lançados mais de Cinco Milhões de diferentes rótulos de vinhos no mundo, por mais de Um milhão de produtores em cerca de 1,7 mil diferentes denominações de origem classificadas pela OIV. Apenas uma fração deles terá condições de ser avaliado por um “”” especialista “””. Na falta de um norte para escolhermos o vinho da direita ou da esquerda no supermercado, ter algum suporte, mesmo que seja de um pequeno grupo de entusiastas que também apontaram o celular para aquele mesmo rótulo já é uma grande ajuda. Talvez isso evite você tomar um vinho ruim de verdade.