Close

21/08/2017

Vinho do Führer

Com toda polêmica recente em torno dos acontecimentos em Charlottesville, uma notícia que compartilhei inocentemente no Twitter acabou ganhando um sucesso inesperado.

Vinho do Führer

A notícia, publicada originalmente no site The Wine Wankers, conta a história de como um amigo do editor do site teria encontrado esse rótulo em uma empresa de armazenagem de vinhos na Dinamarca. O que o Wine Wankers não contou é a história por trás dessa garrafa, já bem conhecida pelo menos desde que um exemplar apareceu em um leilão promovido pela McTear’s Auctioneers em abril de 2014.

O vinho do Führer

A rara garrafa Magnum (1,5 ltr) teria sido produzida em 1943 por ordem do próprio Adolf Hitler para celebrar o seu 54º aniversário e seria dada de presente para oficiais do alto escalão. O rótulo, além da imagem do Führer, trás ainda a imagem de uma águia em cima de uma suástica e o selo do Reichszeugmeisterei, o escritório nacional de controle de materiais da Alemanha nazista. Fechado com um selo de cera, o vinho seria um Schwarzer Tafelwein – “vinho de mesa tinto” produzido na própria Alemanha.

Vinho do Führer

Detalhe do vinho do Führer

O vinho do Führer é verdadeiro ?

Vendido em um leilão por quase £4.000 (e não £2.000 como noticiava o site) para um colecionador anônimo que deu seu lance por telefone, a garrafa de gosto muito duvidoso começou logo a levantar suspeitas da sua autenticidade. O historiador Felix Pryor, que trabalhou anos catalogando manuscritos do período para as maiores casas de leilão da Europa, disse em entrevista que “A ideia que Hitler saiu por aí dando garrafas de vinho aos soldados parece totalmente improvável”

“Ele não era abstêmio – ocasionalmente gostava de tomar uma taça de Champanhe com sua amante Eva Braun – mas quase nunca bebia.”

Outro especialista, Frankenstein Litz, estudioso de memorabilia nazista acrescenta: “No seu 54º aniversário em 1943 Hitler estava tentando lidar com a perda catastrófica do seu 6º batalhão em Stalingrado, dos bombardeios a Alemanha e a derrota do Afrika Korps” e que por isso haveria mais coisas na ordem do dia que compras de vinho.

Outro ponto que indica que tratasse de uma fraude é que Schwarzer Tafelwein era considerado um vinho ruim mesmo para os padrões de 1943, não sendo provavelmente a escolha de Hitler para comemorar seu aniversário.

O verdadeiro Vinho do Führer

Mesmo sendo a relíquia leiloada provavelmente uma falsificação, um produtor italiano resolveu que ainda assim haveria um Führerwein. E não apenas um, mas toda uma linha de vinhos inspirados numa das personalidades mais detestáveis do século XX.

Führerwein

Esse vinho definitivamente não é de esquerda.

A produtora de vinhos italianos Vini Lunardelli criou toda uma linha de vinhos em homenagem ao líder nazista e seu staff. As garrafas são parte da “linha histórica” da empresa familiar, uma coleção que também possui imagens de Mussolini, Lenin e Stalin. A linha “Der Fuhrer”, no entanto, é o seu best seller, representando 80% das vendas da empresa de cerca de 20 mil garrafas por ano.

Para encerrar: o tom desse site sempre foi alegre e positivo, da forma como acho que a vida deve ser, mas não posso deixar de dizer que fico chocado em saber que em 2017 continuamos a conviver com uma das maiores vergonhas que a humanidade produziu. De fato, fico Sem palavras para descrever tamanho absurdo…

White people are crazy