Close

07/08/2017

Bio Vegan Nero d’Avola 2015 – um vinho vegano no #vinhododia

Vinho Vegano

O #vinhododia hoje é Vegano. Mas como assim? Se o vinho é feito apenas da fermentação de uvas, todos eles deveriam ser considerados veganos certo ? Errado. Descubra hoje que nem todo vinho é vegano.

Veganismo e vinho vegano

Para começar acho que o ideal era explicar o que é Veganismo, deixando claro que eu AMO CARNE e provavelmente nunca deixarei esse hábito por vontade própria, mas…

O veganismo é a prática de abster-se do uso de produtos animais, não apenas carne, mas também ovos, produtos lácteos e outras substâncias derivadas de animais. Alguns também se opõem ao uso de animais para qualquer propósito, como testes de vacinas e cosméticos por exemplo.

Deixando de rodeios, nem todo vinho pode ser considerado um vinho vegano por causa da clarificação, que é um processo de purificação, quando um agente filtrante é misturado ao vinho para atrair e precipitar matérias sólidas. Essas matérias não são prejudiciais, mas, se não as retirarmos, o vinho ficaria turvo. As substâncias mais utilizadas no processo de clarificação são a caseína (uma proteína do leite), gelatina (proteína animal) e albumina (vinda da clara do ovo), todas elas proibidas em uma dieta vegana, mesmo sendo retiradas antes do engarrafamento.

Para ser um vinho vegano então, o processo de clarificação não pode utilizar componentes de origem animal, substituídos principalmente por minerais como a bentonita e o carvão ativado, ou ainda, utilizados somente processos de autoclarificação natural, ajudada por trasfegas que vão remover os sedimentos.

Montado num burrinho, carregando pipas de vinho pela Itália… Não me parece uma vida ruim.

O vinho Bio Vegan Nero d´Avola 2015 é bom?

Achei ótimo! Provei desse vinho na Wine Weekend 2017 no stand da importadora ItáliaMais e aproveitando a promoção terminei levando uma garrafas dessas para casa. E no fim achei que foi uma belíssima compra. Um vinho italiano de nascimento e alma, muito gastronômico e saboroso, com aquela deliciosa acidez que torna a comida que acompanha muito mais gostosa.

Vinho a base de Nero d’Avola, a uva mais emblemática do sul da Itália, em especial da Sicília onde também é conhecida como Calabrese. Fácil de harmonizar, vai bem com praticamente qualquer massa ou carne. Esse exemplar aproveitamos junto com um caldinho de feijão cheio de linguiça e bacon, que ironia para um vinho 100% vegano.